close

Governo de SP nomeia 3.755 profissionais para as polícias Militar e Civil

Governo de SP nomeia 3.755 profissionais para as polícias Militar e Civil – destaque

Os efetivos, após formados, reforçarão os batalhões territoriais da Polícia Militar e as unidades da Polícia Civil em todo o Estado

O Governador João Doria nomeou 3.755 aprovados em concurso público para cinco carreiras diferentes das polícias Civil e Militar. As nomeações foram publicadas na edição de hoje (terça-feira, 19) do Diário Oficial do Estado (DOE).

Para a Polícia Militar, foram nomeados 2.655 soldados de 2ª classe. Para a Polícia Civil foram 400 agentes policiais, 300 agentes de telecomunicações, 200 auxiliares de papiloscopista e 200 papiloscopistas.

Governo de SP nomeia 3.755 profissionais para as polícias Militar e Civil

A próxima etapa será a posse dos nomeados, que deve acontecer dentro de aproximadamente 15 dias. Em seguida, os novos policiais iniciarão os cursos na Escola Superior de Soldados (ESSd) e Academia da Polícia Civil (Acadepol).

Após a formação, os alunos passarão por um período de estágio probatório. Os novos policiais serão designados para reforçar o efetivo nos batalhões territoriais da PM e nas delegacias e departamentos da PC de todo o Estado.

Em breve, outros 1.650 policiais civis devem ser nomeados – serão 250 delegados, 600 investigadores e 800 escrivães – totalizando as 2.750 nomeações anunciadas pelo Governador no início da gestão.

Reforço de efetivo

O Governo do Estado vem reforçando os recursos humanos das polícias. Por isso, há concursos em andamento para preencher 5,4 mil vagas de soldados de 2ª classe e 190 alunos-oficiais. A distribuição do efetivo é feita após a formatura.

Também há 6,2 mil futuros policiais em formação – 5.822 PMs, sendo 5.190 soldados e 632 alunos-oficiais; além de 378 científicos, sendo 78 fotógrafos, 36 médicos-legistas, 242 peritos, 20 desenhistas e 2 auxiliares de necropsia.

O Governo de SP autorizou ainda a abertura 2.750 vagas para concursos da Polícia Civil, sendo 250 delegados, 900 investigadores e 1.600 escrivães. Também foram autorizadas 189 vagas para médicos-legistas da Polícia Técnico-Científica.

Compartilhe no Whatsapp !
Tags : Destaque