close

Câmara deve votar amanhã proposta que visa suficiência energética do Município

Câmara vota amanhã proposta que visa suficiência energética do Município

Se o Legislativo aprovar, Fátima fará investimento de ‘até’ R$ 17 milhões num dos projetos mais audaciosos da história de Castilho, construindo uma mini-usina solar e renovando significativamente a frota municipal de vários setores. E estes são apenas alguns dos benefícios programados

A Câmara Municipal de Castilho deve reunir-se na manhã desta terça-feira (19) para iniciar a discussão e, possivelmente, a votação de um dos projetos de lei mais importantes que a Prefeitura do município enviou ao Legislativo nas últimas décadas.

O PL 65/2019 que deu entrada na Câmara no último dia 25 de outubro, pede autorização dos vereadores para que a prefeita Fátima Nascimento possa obter empréstimo de até R$ 17 milhões junto à Caixa para investir na implantação de um sistema próprio de geração de energia elétrica solar, criando uma mini-usina fotovoltáica. “Precisamos modernizar a nossa iluminação pública”, argumenta a prefeita na proposta enviada aos parlamentares.

Com a construção desta mini-usina solar, Fátima planeja eliminar – a médio prazo, os gastos do Município com o consumo de energia nas repartições públicas. A médio prazo porque, segundo a Justificativa apresentada aos vereadores junto com o projeto, os valores mensais que Castilho gasta com a energia consumida nos prédios pertencentes ao Município (R$ 130 mil/mês) são equivalentes às prestações mensais que os cofres públicos pagarão à Caixa pelo empréstimo destes cerca de R$ 17 milhões.

Além deste “elas por elas”, Fátima vai além em sua proposta: os pagamentos do crédito obtido junto à Caixa só começariam a ser efetuados 24 meses após serem finalizados os procedimentos bancários do empréstimo. Neste período, a Prefeitura planeja não apenas construir sua própria mini-usina, mas também substituir praticamente toda a iluminação pública nas principais ruas e avenidas da cidade, trocando as lâmpadas atuais pelas eficientes e econômicas lâmpadas LED, que tornam as vias públicas mais claras, reduzem o consumo e aumentam significativamente a segurança pública.

EXCLUSIVO – Nossa reportagem também apurou que entre as previsões de benefícios derivados deste pacote de investimentos anunciados por Fátima, está a instalação de Wi-Fi grátis em todos os assentamentos rurais do município e também nas praças públicas da cidade.

A vida útil da Usina Fotovoltáica é estimada em 25 anos e das lâmpadas LED, 15 anos. Outro detalhe importante é que o custo da manutenção já está previsto no custo total solicitado à Câmara. Para o leitor ter uma ideia aproximada do tamanho do projeto em estudo pela Administração, basta considerar que as placas solares serão alinhadas numa área de aproximadamente 15 mil metros às margens e na entrada do trevo da cidade. A expectativa é que, uma vez implantado no Distrito Industrial, o projeto visionário da prefeita Fátima Nascimento atraia outros empreendimentos, dando, finalmente, o destino esperado para a área.

Outro detalhe que apuramos diz respeito à capacidade de geração de energia desta mini-usina: a produção média mensal está estimada em 235 mil kilowatt (no pico de produção). Esta usina juntamente com a substituição de aproximadamente 4 mil lâmpadas atuais pela tecnologia Led, terá o custo aproximado de R$ 12 milhões. De acordo com esta estimativa, ao final da última parcela, Castilho terá um ganho real de quase R$ 2 milhões, além de inúmeros benefícios no que se refere ao consumo de energia sustentável.

Projeto audacioso pode dar suficiência energética a Castilho a partir do próximo ano - interna3 Projeto audacioso pode dar suficiência energética a Castilho a partir do próximo ano - interna4
Tratores do Plano Safra Foto: Arisson Marinho/AGECOM
Tratores do Plano Safra
Foto: Arisson Marinho/AGECOM

RENOVAÇÃO DA FROTA – Como se tais medidas por si só já não fossem suficientes para convencer os vereadores, Fátima incluiu outro significativo investimento na frota de veículos do Município. De acordo com o projeto, além da usina e da substituição das lâmpadas nas vias públicas, serão adquiridos 10 (dez) ônibus para o transporte de alunos às escolas, substituindo ônibus considerados avariados e desgastados pelo tempo; 02 (duas) vans de transporte de saúde para pacientes que passam por tratamento contra o câncer; 02 (dois) caminhões coletores de lixo; 02 caminhões caçamba; 02 (dois) tratores para atendimento nas áreas rurais; 01 (uma) retroescavadeira; 01 (um) caminhão pipa–bombeiro para dar melhores condições de trabalho aos Brigadistas; e mais 01 (um) caminhão de transporte de caçambas de lixo (poliguincho).

Será o maior investimento que Castilho já teve nas últimas décadas e quando implantarmos nossa própria usina de energia, teremos grande economia em iluminação pública e ainda seremos referência em todo Estado de São Paulo”, afirmou Fátima ao anunciar o projeto há cerca de 20 dias.

Na ocasião, a prefeita também defendeu a iniciativa destacando o papel do Município que, dentre outras coisas, deve levar em consideração a economia para os cofres públicos:

Quando identificamos os resultados que serão atingidos, chegamos à conclusão da urgente necessidade de se investir em um programa de eficiência energética, pois de outra forma, seria negligenciar a economicidade que o Município obterá com este projeto”, completou.

Outra medida considerada bastante viável no projeto enviado à Câmara é o local escolhido pela Prefeitura para construir esta mini-usina. De acordo com a Justificativa, os estudos para instalação da Usina Fotovoltaica em Castilho estão bastante avançados.

Nosso desejo é implantar essa usina no Distrito Comercial e Industrial localizado às margens da Rodovia Marechal Rondon. É um grande passo que estamos dando para transformação da nossa querida Castilho”, finalizou a prefeita.

FIQUE POR DENTRO – Os cidadãos castilhenses que até agora só leram matérias divulgadas pela imprensa regional sobre este projeto mas não tiveram a oportunidade de lê-lo na íntegra, podem baixar o texto original (incluindo a Justificativa) no site da Câmara através do link: https://camaracastilho.sp.gov.br/temp/18112019153912arquivo_0065-2019.pdf. No site da Câmara também será possível acompanhar toda a discussão e andamento da votação.

Compartilhe no Whatsapp !
Tags : Destaque