close

Campanha Municipal do Preventivo termina com 325 exames realizados

FB_IMG_15638927825043559

Testes rápidos para diagnóstico de hepatite tiveram bom desempenho. Campanha Julho Amarelo continua até o dia 31 em todas as unidades de Saúde

Segundo números divulgados pelo Hospital do Amor, de Barretos, um total de 1.200 mulheres deve realizar o exame preventivo para diagnosticar e, se for o caso, iniciar o tratamento contra o Câncer do Colo do Útero neste ano de 2019. Porém, de janeiro pra cá, apenas 500 destas mulheres haviam procurado as Unidades de Saúde do Município para fazer o exame Papanicolau.

Preocupada com estes números, a secretária municipal de Saúde, Janini Nascimento apresentou a situação à prefeita Fátima Nascimento (DEM), que determinou o início imediato de uma campanha municipal para diminuir a baixa procura. “Mobilizamos todas as equipes de Saúde, definimos o período da campanha e iniciamos uma ampla divulgação”, explicou Janini sobre a estratégia adotada.

Além de mobilizar um verdadeiro exército de profissionais de Saúde, a Prefeitura decidiu descentralizar os exames, que puderam ser realizados entre os dias 15 e 19 da semana passada em todas as unidades de Saúde (UBSs) Alípio, Alvorada e Laranjeiras e também no Centro Integrado de Saúde, durante o horário normal de atendimento ao público de segunda à sexta e, no sábado, dia 20, durante todo o dia, sem intervalo para o almoço.

Campanha-Municipal-do-Preventivo-termina-com-325-exames-realizados-destaque

Apesar de todo este empenho, até as 16h do Dia D da campanha (sábado, 20), apenas 325 mulheres realizaram o exame preventivo ao longo destas 38h de trabalho desenvolvido na semana pelas equipes de Saúde.

Para Janini, a baixa procura pelo exame que pode salvar vidas através do diagnóstico precoce, é preocupante. “Felizmente ainda teremos uma nova campanha durante o Outubro Rosa e esperamos que, até lá, as mulheres com idade entre 25 e 64 anos que ainda não procuraram as Unidades Básicas de Saúde do município realizem o exame preventivo”, afirmou a secretária.

Na avaliação final da equipe de coordenadores, os números da campanha só não foram menores devido ao trabalho realizado pelas equipes de Saúde na área rural do município. “Também agendamos os exames na área rural de Castilho desde o dia 10, sempre reforçando a importância das mulheres se prevenirem para evitar a possibilidade do Câncer do Colo do Útero”, acrescentou Janini.

Até as 16h de quarta-feira passada (17), apenas 144 mulheres haviam comparecido ao CIS e demais UBSs para realizar o exame. Atendendo pedido de Marcela Tavares de Souza – Enfermeira Coordenadora da ESF-V, nossa reportagem divulgou um alerta através das redes sociais e site, obtendo êxito na sensibilização da população.

HÁBITO – De acordo com o Ministério da Saúde, todas as mulheres com idade entre 25 e 64 anos devem submeter-se regularmente ao exame Papanicolau. Esta é faixa etária aplicada às campanhas consideradas “oficiais”, como o Outubro Rosa, por exemplo, que ocorre em todo o país. Porém, a enfermeira Marcela defende que as mães acompanhem suas filhas para realizar o exame a partir do momento que descobrirem que elas iniciaram sua vida sexual.

“O diagnóstico precoce do Câncer do Colo do Útero é importante. Mas não podemos deixar de lado o fato de que os adolescentes estão iniciando sua vida sexual cada vez mais cedo e sem muitos conhecimentos sobre o próprio corpo. Por isso, durante estas campanhas não-oficiais, as mães devem aconselhar e acompanhá-las para realizar os exames ginecológicos, prevenindo não apenas esta, mas várias outras doenças possíveis. O ditado ‘Quem ama cuida’, se aplica muito bem a este caso. Além disso, as mulheres com mais de 64 anos que desejarem fazer o exame nestas campanhas municipais, também podem procurar as UBSs ou o CIS que serão atendidas normalmente. O cuidado com o corpo e a saúde não possui data de validade”, explicou Marcela em entrevista concedida na semana passada.

JULHO AMARELO – A boa notícia na semana passada diz respeito à Campanha Nacional para prevenção, diagnóstico e início do tratamento contra a Hepatite, realizada em todo o território nacional ao longo deste mês de julho.

Em Castilho, a Secretaria de Saúde adotou uma estratégia diferente este ano, mobilizando as Equipes de Saúde da Família para realizar os exames na zona rural desde o início do mês. Uma das formas de conscientização foi a realização de palestras e encontros com moradores, resultando numa coleta considerável de exames através dos testes rápidos que diagnosticam com eficiência as hepatites dos tipos B e C.

Embora o balanço final desta campanha só será divulgado pela Prefeitura no início de agosto, a enfermeira Marcela antecipou à nossa reportagem que 87 testes rápidos para hepatites B e C foram realizados somente no último dia 20, sinalizando positivamente para os números finais da campanha.

ONDE FAZER – Quem ainda não realizou os exames, deve procurar a unidade de Saúde mais próxima de sua casa (Alípio, Alvorada e Laranjeiras) ou o CIS das 08h às 11h e das 13h às 16h, de segunda a sexta-feira. Não é necessário nenhum cuidado especial antes de realizar o teste (estar em jejum, evitar algum tipo de alimento, etc.). O exame é rápido, gratuito e o resultado sai na mesma hora. Os pacientes que apresentarem qualquer tipo de hepatite, são encaminhados imediatamente para o início do tratamento.

Compartilhe no Whatsapp !
Tags : Destaque