close

Com diversas apresentações, Departamento de cultura presta homenagem ao dia das mães

WhatsApp Image 2019-05-10 at 15.03.14 (4)

 

Uma noite memorável, assim foi definida a homenagem das oficinas do setor de Cultura a todas mães castilhenses.

Com três apresentações, a Oficina de teclado – que tem como monitor Samuel Leite, trouxe ao palco o aluno Murilo para tocar a música Ousado Amor, de Paulo Cesar Baruk.

Em seguida foi a vez da aluna Ana Laura tocar a música Meu Abrigo, de Melim. e para finalizar, os alunos Vinicius e Alícia apresentaram a música Mamãe, de Yasmin Veríssimo.

O Projeto GURI – que completa 12 anos de atividades em Castilho levou ao palco os talentosos músicos de violão e percussão.

Sob regência dos educadores Marcelo Carreira e Henrique, o grupo executou as músicas Baby Shak, Jeniffer, de Tiago Bravo e Belliver, de Imegine Dragons.

A Orquestra de Violinos, sob comando dos monitores Lucas Silva e Lucas Melo, executaram canções que tocaram a alma do público presente.

Um dado interessante é que os dois monitores são ex-alunos das oficinas musicais de Castilho. Lucas Silva iniciou aos 8 anos na oficina de percussão. Lucas Melo, com a mesma idade, iniciou no violão.

Com seus alunos eles tocaram as músicas Além do Arco Íris, Como é grande o meu amor por você, de Roberto Carlos, e Titanic. Na plateia muitas mães com olhos cheio de água.

Entre uma apresentação e outra as mães eram contempladas com brindes sorteados. Os mimos foram entregues pela Luciana Claudino e Cidinha, duas guerreiras do setor de Cultura.

A Orquestra de Violeiros que tem se tornado a grande xodó dos castilhenses não poderia ficar de fora dessa linda festa. Coordenada pelos monitores Alex, Henrique, Samuel e tendo como regente o maestro Marcelo Carreira, a orquestra trouxe emoção, lágrimas e saudades de um tempo não muito distante.

A primeira música, Fazenda São Francisco, trouxe muitas lembranças da infância das mães presentes no evento.
A segunda música foi homenagem a todos apaixonados, música que fez muito sucesso com Chitãozinho e Xororó: 60 Dias Apaixonado.

Para fechar com chave de ouro, a música Fogão de Lenha que teve duas lindas surpresas. A primeira foi o vocalista Márcio Viola prestando homenagem a sua mãe que estava no local. A segunda surpresa foi um lindo poema de autoria do violeiro Francisco “Chiquinho” Vicente declamada como introdução da música.

A BAMAC – Banda Marcial de Castilho, trouxe ao palco 50 integrantes e promissores artistas musicais. Sob regência do maestro Adriano Sanches, o grupo não deixou a desejar.

A coreografia de entrada e a performance em cada música valeu por todo espetáculo. Foram executadas três canções, o suficiente para empolgar o público que cantou todas músicas tocadas pela BAMAC.

A primeira música foi “Do Seu Lado ‘, de Jota Quest. Na sequência, uma das canções mais tocadas em todas as rádios do Brasil, “O nome dela é Jeniffer”, de Tiago Brava.

Para encerrar, música “Mãe”, de Rick e Rener. Nesta canção teve participação especial de dois solistas: Isac e Anerissa. O que não faltou para esses músicos foram aplausos e mais aplausos.

A Oficina de Dança, sob comando da professora Denizy fechou o show de apresentações. Assim como os demais projetos, foram apresentados três números.

O primeiro musical foi Anjos Dourados. O segundo foi Coreografia Prata. E o último foi uma apresentação especial do grupo de dança de Andradina (Barsant Fuksia). Da plateia muitos aplausos e olhares atentos em cada movimento das dançarinas.

O público permaneceu até o fim para prestigiar e valorizar dignamente cada uma das apresentações.

Ao término da apresentação, cada aluno entregou uma flor para sua mãe que estava na plateia se derretendo de orgulho!

 

 

Compartilhe no Whatsapp !
Tags : Destaque