close

Ministério da Cultura aprova Projeto “Rios do Oeste” e Raízen avalia patrocínio

34560474_1050640058407786_6924309664309968896_n

O Diário Oficial da União publicou nesta segunda-feira, 4, edital de aprovação do Projeto Rios do Oeste, de autoria do repórter fotográfico Moisés Eustáquio Oliveira.
Elaborado com assessoria de uma empresa em Brasília, o projeto já foi encaminhado à Raízen, em Piracicaba, já que a empresa sinalizou com a possibilidade de investir na obra literária inédita que promete divulgar o potencial dos rios do extremo noroeste paulista e atingir níveis internacionais.
“É uma obra que vem sendo ensaiada há mais de dois anos, de forma gradativa e que ganhou apoio moral de muita gente, especialmente prefeitos, vereadores e pessoas de diferentes segmentos. Estava tão confiante na aprovação que nesse período venho acumulando muito material [texto e fotos] e isso deve acelerar sua conclusão”, ressalta o autor.
“O primeiro passo para se realizar um projeto é colocar nas mãos de Deus e ter fé; claro sempre fazer a sua parte. Apesar da aprovação do Minc e da importância do livro ainda falta captar o recurso, mas acredito na sensibilidade do grupo responsável da Raízen, mesmo porque sua unidade Gasa de Andradina estará no contesto geográfico da obra”, comenta Eustáquio.

34536782_1050640091741116_1593464439120592896_n
O LIVRO
“Rios do Oeste” traz um grande ensaio fotográfico de Moisés Eustáquio, 56 anos [nesta quarta-feira 6], e busca a beleza contida nas margens dos rios do extremo oeste do Estado de São Paulo: Tietê, Paraná, Aguapei/Feio, Do Peixe, São José dos Dourados, seus afluentes e o Parque Estadual do Aguapeí, um dos últimos locais aonde ainda é encontrado o cervo do pantanal no estado de São Paulo.
O livro será um misto de livro de arte/fotografia com obra de referência em função das informações contidas no texto. Com um formato inovador que alia a beleza e a elegância de um artigo de luxo à utilidade e à portabilidade dos pequenos livros.

Conteúdo
O texto trará informações importantes para que o leitor perceba claramente a importância dos Rios para as populações lindeiras e a importância da preservação. Para se ter ideia, os rios comportam uma importante hidrovia e formam os reservatórios de três das mais importantes hidroelétricas do País.
E ainda, estudos indicam que até 2025, 1,8 bilhão de pessoas no mundo estarão vivendo em regiões com escassez de água. Sabemos que não podemos viver sem água, mas a maioria das pessoas não pratica o consumo racional. O livro chama para essa conscientização através de belas imagens e dados impactantes.

Compartilhe no Whatsapp !
Tags : DestaqueDestaques